domingo, 22 de julho de 2012

Vida de Sombras (Louise Erdrich)


Um livro inteligente e intrigante que demonstra os perigos de, no casamento, não se respeitar o espaço da outra pessoa e o perigo de tentarmos manipular o cônjuge.
Ambas as personagens do livro cometem um erro. O marido resolve ler o diário da esposa, devido aos seus ciumes e a esposa resolva manipulá-lo, criando um segundo diário, onde apenas escreve o que quer que o marido leia, guardando o verdadeiro diário em segredo.
A manipulação da verdade e a criação de mentiras são usadas propositadamente para penetrar nas dúvidas de Gil. Mas se esses maus sentimentos, que nunca deveriam existir no seio de um casamento, não estivessem já presentes não levariam ao tipo de actos que Irene descobre no marido e que acaba por reforçar com a sua própria resposta.
Começam por despertar um no outro os piores dos sentimentos, para acabarem por revelar cada um em si próprio o pior da sua natureza para atingirem o outro em que projectam os seus próprios pecados.
Este é um romance que demonstra a facilidade com que uma relação de amor pode passar rapidamente a uma relação de ódio, com o ciúme e a intriga a desempenharem o papel principal nessa transformação!
Tudo agravado pela presença dos filhos, vítimas de pais que, em crescendo, revelam o pior que têm dentro de si e vão com isso destruir o último refúgio dos filhos, a esperança numa solução para a vida familiar.
Um livro cruelmente realista, perturbador, emocionante e arrebatador. Deixou-me muitas vezes o coração ao pé da boca ao longo das suas páginas.
Aconselho a sua leitura a quem esteja preparado para uma história forte que despoleta as mais primitivas das nossas emoções e não aos tradicionais leitores de romances açucarados. Na verdade, em cada uma destas páginas está uma história pungente que podia ser a de qualquer um de nós e não de uma realidade paralela.
Apesar da situação criada parecer pertencer tão exclusivamente ao domínio da ficção, o controle obsessivo e a manipulação irreflectida de que o livro fala são reais nas notícias que vemos repetirem-se dia a dia.
Embora seja um livro de leitura apaixonante, não é para os corações mais fracos.





Autor: Louise Erdrich


Editora: Clube do Autor


Páginas: 230


Género: Romance

1 comentário: